Medal Of Honor Recebe Medalha de Desonra do Governo Britânico

23 08 2010

E parece que a EA terá mais problemas pela frente.

Desde que anunciou que, no modo multiplayer de Medal Of Honor, os jogadores poderiam representar guerreiros talibãs, a EA tem tomado chumbo grosso de todos os lados. Lançando uma bomba dessas sobre a moral e o patriotismo dos povos ocidentais (entenda EUA e Inglaterra), o jogo não conseguiu passar pelos radares sempre atentos do Governo. Agora a Secretaria de Defesa britânica fala até mesmo de PROIBIÇÃO.

Segundo o site Crunchgear.com, o ministro de defesa britânico Liam Fox pediu às lojas que não apoiem esse jogo “totalmente antibritânico”.

Embora o tiroteio tenha engrossado para o lado da EA, a empresa mantem a data de lançamento.

Defendendo-se das acusações, a desenvolvedora diz que “alguns têm que fazer o papel de mocinho, e outros de bandido, seja numa brincadeira de polícia-e-ladrão, seja no Medal Of Honor”.

A EA já aprendeu que a política do “quem quiser compra, quem não quiser não compra” não dá certo nos Estados Unidos. Resta agora esperar e ver se a empresa, independentemente das críticas, irá se sair bem desta ou se a contagem de corpos vai continuar até que a última cópia de Medal Of Honor seja banida dos principais países de língua inglesa (e principal mercado para a desenvolvedora), sobrando apenas destroços pra contar história…





Quer ser um Talibã? Vem aí Medal Of Honor

15 08 2010

Acabei de ler no site CNet sobre um assunto um tanto delicado.

Segundo o site, a EA anunciou a possibilidade de jogar como um guerreiro talibã no modo multiplayer da nova edição de Medal Of Honor. Esta situação levantou uma polêmica nos EUA: será que ainda não é cedo para “brincar” com algo tão sério como a guerra do Afeganistão? Ou pior ainda, será que não pega mau ver jovens americanos encenando aqueles que já mataram centenas de compatriotas? Continue lendo »








%d blogueiros gostam disto: