Big Brother Is Watching YOU! (e isso não é culpa do Google)

9 09 2010

Acabei de ler um artigo no Gizmodo Brasil falando sobre um vídeo bem-humorado feito pelo site The Onion que mostra a opção que o Google oferece para aqueles que estão incomodados com a falta de privacidade proporcionada pelos seus serviços.

Antes disso, havia lido um artigo também no Gizmodo Brasil mostrando que, além do Google saber o que você pensa, ele agora quer dizer para você o que fazer depois com base nas suas decisões anteriores e no seu comportamento na Internet.

Embora o vídeo do The Onion e o artigo do Gizmodo sejam bem humorados, a verdade é que muita gente fica de cabelo em pé com a forma aparentemente intrusiva que o Google vasculha nossa vida no hiperespaço (meu chefe que o diga…).

O vídeo do The Onion satiriza o Google. Porém vai mais longe, mostrando o que pra mim é uma obviedade: é impossível querer privacidade nos dias de hoje, a não ser que você viva em uma sociedade primitiva de subsistência (isso se matarmos os vizinhos, pelos motivos expostos a seguir)!

Antes de existir PC, celular, Internet e essa tranqueirada toda, empresas já coletavam e vendiam dados sigilosos para outras empresas de vendas e marketing. A forma como você assiste televisão, aquilo que você compra, sua movimentação bancária, tudo isso pode ser rastreado sem a ajuda do Google e de qualquer outro meio tecnológico “pós-internético”. Antes disso, suas vizinhas ouviam com um copo encostado na parede, bisbilhotavam pelas janelas e contavam pra todo mundo quantos peidos você deu durante a noite. Se você ficasse devendo no açougue, o tiozinho da padaria e o mercadinho também não venderiam mais fiado pra você. Lembro de um açougue perto da casa da minha mãe que tinha um “quadro de maus-pagadores” pendurado na parede para todo mundo ver. Bizarro, mas real.

Por isso que a proposta do Google, de oferecer uma solução “opt-out” da vida (reclusão nas montanhas), embora muito ridícula, seria mais ou menos a única saída para termos um pouco de privacidade.

E você, acha que o Google é mesmo a raíz de todos os males quando se trata de privacidade ou realmente, se pararmos para observar, perceberemos que nossa vida é um livro aberto, e o que a Grande G faz é simplesmente compilar as informações desse livro? Deixe sua opinião nos comentários.

Anúncios

Ações

Information

3 responses

9 09 2010
Mari Portela

Concordo no sentido de que eles só reúnem a informação. Nada é privado hoje, o que acaba tornando a vida de todos meio igual e desinteressante… será que essa falta de privacidade não leva a uma quase privacidade? Se todos sabem o de todos, acaba não sendo tão interessante assim… Será?

Mto bom texto! Beijos.

9 09 2010
Amauri Alves

É igual o lance do pornô sem graça: hoje em dia é tão fácil ver gente pelada e sexo que filmes pornô deixaram de ser algo que empolgue tanto como antigamente. Valeu pelo comentário =]

9 09 2010
Jones Alves

Concordo Mari, em partes, acho que isso vai muito do interesse das pessoas pelas outras, as pessoas que estiverem afim de saber sobre alguém correm atrás como disse o amauri, através de meios pré ou pós ‘internéticos’.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s




%d blogueiros gostam disto: